Simple Cards/Cartoes simples

No ScrapbookBrasil estamos fazendo ja ha quase um ano uma troca de aniversarios: um grupo eh formado com o objetivo de enviar cartoes para as aniversariantes deste grupo.
Nas trocas anteriores, procurei fazer cartoes diferentes, usando materiais diferentes, etc, para cada uma das pessoas. Nao fiquei muito feliz, pois sentia que alguns ficavam melhores que os outros, e depois, achava injusto enviar o que eu nao achava tao bom :D - e tinha que fazer novos cartoes.
Nos ultimos grupos, decidi fazer em serie, mas mantendo o aspecto personalizado de cada um: usei mesmos materiais, papeis coordenados e tecnicas, mas a montagem destes materiais foi unica, sem repeticao. Mais rapido e tranquilo de ser feito e ver o conjunto de cartoes me deixou mais feliz!
Fica tambem como ideia de presente: fazer um conjunto de cartoes repetindo apenas material e tecnica, variando uma ou outra coisinha aqui e ali (no meu caso, as bordas ), dentro de uma caixa... quem nao gosta de ter cartoes diferentes sempre a mao?
Usei papeis Cosmo Cricket colecao Early Bird 6"x6", cardstock kraft, furadores de borda variadas (Fiskars e EK ), carimbo simples, furadores circulares de dois tamanhos, costura a maquina e fita banana. Simples!
Espero que voces tenham gostado tanto quanto eu.
Obrigada pela visita!

Beijos,

Carla


ScrapbookBrasil
hosts a Birthday Card Swap, and I'm part of it. In the past I used to make each card using diferent materials and sizes, and I wasn't comfortable sending the one I didn't like that much - and then I had to remake some of them.
Last quarter I've decided to make a set of cards - using the same techniques and products (including the same patterned paper line), just putting together each one in a different way. Easy and fast, and looking at the complete set made me feel happier!
This can be an idea for a gift: make a set of cards using the same products and techniques, changing only the way you put everything together. You can add a more personalized touch (in my case, the punched borders are different) , put it in a box... done! Who doesn't need a special set of cards ready to be used?
Cosmo Cricket Early Bird 6"x6" pad, kraft cardstock, border punches (Fiskars and EK ), thank you stamp, circle punches - two sizes -, dimensional tape and sewing machine. That's simple!
Hope you like them the same way I did.
Thank you for passing by!

xoxo

Carla

Simple Cards/Cartoes simples

No ScrapbookBrasil estamos fazendo ja ha quase um ano uma troca de aniversarios: um grupo eh formado com o objetivo de enviar cartoes para as aniversariantes deste grupo.
Nas trocas anteriores, procurei fazer cartoes diferentes, usando materiais diferentes, etc, para cada uma das pessoas. Nao fiquei muito feliz, pois sentia que alguns ficavam melhores que os outros, e depois, achava injusto enviar o que eu nao achava tao bom :D - e tinha que fazer novos cartoes.
Nos ultimos grupos, decidi fazer em serie, mas mantendo o aspecto personalizado de cada um: usei mesmos materiais, papeis coordenados e tecnicas, mas a montagem destes materiais foi unica, sem repeticao. Mais rapido e tranquilo de ser feito e ver o conjunto de cartoes me deixou mais feliz!
Fica tambem como ideia de presente: fazer um conjunto de cartoes repetindo apenas material e tecnica, variando uma ou outra coisinha aqui e ali (no meu caso, as bordas ), dentro de uma caixa... quem nao gosta de ter cartoes diferentes sempre a mao?
Usei papeis Cosmo Cricket colecao Early Bird 6"x6", cardstock kraft, furadores de borda variadas (Fiskars e EK ), carimbo simples, furadores circulares de dois tamanhos, costura a maquina e fita banana. Simples!
Espero que voces tenham gostado tanto quanto eu.
Obrigada pela visita!

Beijos,

Carla


ScrapbookBrasil
hosts a Birthday Card Swap, and I'm part of it. In the past I used to make each card using diferent materials and sizes, and I wasn't comfortable sending the one I didn't like that much - and then I had to remake some of them.
Last quarter I've decided to make a set of cards - using the same techniques and products (including the same patterned paper line), just putting together each one in a different way. Easy and fast, and looking at the complete set made me feel happier!
This can be an idea for a gift: make a set of cards using the same products and techniques, changing only the way you put everything together. You can add a more personalized touch (in my case, the punched borders are different) , put it in a box... done! Who doesn't need a special set of cards ready to be used?
Cosmo Cricket Early Bird 6"x6" pad, kraft cardstock, border punches (Fiskars and EK ), thank you stamp, circle punches - two sizes -, dimensional tape and sewing machine. That's simple!
Hope you like them the same way I did.
Thank you for passing by!

xoxo

Carla

I love to draw/Eu amo desenhar


Desde que me conheco por gente eu adoro desenhar. Lembro ate hoje do cheiro do lapis e da borracha novos que minha mae comprou para eu ter aulas de desenho com uma vizinha de apartamento. Eu acho que ela estudava artes plasticas ou algo assim. So lembro da minha alegria ao entrar no apartamento dela, que para mim representava a 'minha escola de desenho". Isso foi ha uns 37 ou 38 anos.

Since I was a little girl i love to draw. I still remember the smell of the brand new pencil and eraser my mom bought me when I was going to have some classes with a neighbor, a student of Fine Arts. I also remember how happy I was everytime I went to her apartment, because there was "My Art School". It was 37 or 38 years ago...

Muitos anos depois comecei a Escola Panamericana de Arte e adorava, embora na ocasiao tivessemos um professor muito, mas MUITO antiquado - ele queria que reproduzissemos anuncios da decada de 50, os mesmos tracos (hoje tao em alta...)! Houve uma certa revolta na classe, e eu mudei de horario. Mas por ter na epoca uma agenda muito lotada - fazia faculdade de Letras pela manha na USP (estudei 6 meses de russo, hehe), Publicidade na ESPM a noite, aula de teclado, a Panamericana... e todas estas atividades exigiam tempo de estudo, dedicacao, havia trabalhos para serem feitos em casa, e eu ainda queria comecar a trabalhar... Acabei abandonando a Panamericana e a USP :(, pois nao dava mais para varar noites fazendo trabalhos.

Many years after that I went to an Art School and loved it, even having a weird teacher who wanted to teach us how to draw only 50's figures (nowadays so trendy...). The class got mad at him, and I remember changing my schedule. But my whole schedule with college and so was very busy: 2 colleges at the same time - Language Arts (Russian) every morning and Social Communications - Advertisement every night; Art School and also Music (electric keyboard), all of them taking too much time to be done properly, lots of study necessary, projects to be done, and also I wanted a job... I ended giving up the Art School and the Language Arts college :(

Enfim, voltando aos desenhos: mesmo sem ter aulas formais, continuei desenhando. Copiava desenhos que gostava e aos poucos desenvolvia o meu estilo. E nao deixava de desenhar, onde quer que fosse - em envelopes, guardanapos, paginas de caderno, capas de livros da escola, contracapa de cheques, vidro do carro embacado, vidro do box do banheiro embacado...
Acho mesmo que minha paixao por papel eh por ele ser sempre meu "companheiro perfeito".

Well, back to drawings: even without formal classes, I kept drawing. I used to copy something that I liked and slowly put my style on it. And never gave up drawing, no matter the surface: envelopes, napkins, notebooks corners, textbook covers, checkbooks, steamed car windows, steamed shower doors... Maybe that's why I love paper so much, it is my best pal ;)

Ha pouco tempo, muito pouco tempo, comecei a guardar alguns destes desenhos. mas como sempre, era um canto do envelope ou o pedaco do guardanapo que ia para uma pasta com mais outra serie de papeis. Dai tive a ideia de guardar os desenhos, mesmo estes feitos que sem querer, num unico caderno.
A few months ago I started collecting my sketches (I threw many of them out... :( ) inside a binder. Then, I had an idea about collecting them, even those on weird pieces of paper, on a notebook.

Agora sei que meus desenhinhos, por menos nobre que seja a superficie que sejam feitos, nao ficarao mais perdidos ou jogados. O engracado eh que eu ja tentei usar o proprio caderno como superficie para desenhar, mas parece que nao eh a mesma coisa :D. Ate porque nem todo desenho sai como eu quero de primeira, ha muitos erros (e eu geralmente nao uso borracha).

Now I know my little doodles, as least adequate the paper they are on, will never get lost or thrown out. It's funny that I already tried drawing ON the notebook pages, but it doesn't feel the same :). Not all of them are good enough on the first time, there is lots of mistakes (and I don't erase them).

Enfim, ter este caderno fez que eu olhasse para meus desenhos de uma outra forma... me fez perceber como meu traco eh basicamente infantil, como nao tenho estilo unico, como nao sei desenhar ainda maos direito :D e como gosto de tracos rapidos e mais simples - mesmo quando o desenho acaba ficando mais elaborado.

Anyway, having this sketche book make me look at my drawing in a different way... made me notice how I have a very childlike style; in fact that I don't have a style, and how I cannot draw hands in a very good way :D. Also, how I like fast and simple strokes, even when the final design is more detailed.

Segue uma pagina deste meu caderno, que eu ja mostrei para algumas pessoas mais proximas - e nao eh algo que eu ame fazer, nao me pergunte por que... vergonha? Mas eh algo que preciso superar!.
Diga, por favor, o que voce acha deles. Mas diga a verdade, eu aguento :D

This is a page of my notebook - the first - and I've showed it to some close friends. I don't like doing this, don;t ask me why - maybe I'm too shy? But I have to get over it! Please, tell me what you think of them. But tell me the true ;) I can handle it :D
Bjs e ate mais ;), obrigada por passar aqui!

XX - see you soon, thank you for stopping by!

Carla

I love to draw/Eu amo desenhar


Desde que me conheco por gente eu adoro desenhar. Lembro ate hoje do cheiro do lapis e da borracha novos que minha mae comprou para eu ter aulas de desenho com uma vizinha de apartamento. Eu acho que ela estudava artes plasticas ou algo assim. So lembro da minha alegria ao entrar no apartamento dela, que para mim representava a 'minha escola de desenho". Isso foi ha uns 37 ou 38 anos.

Since I was a little girl i love to draw. I still remember the smell of the brand new pencil and eraser my mom bought me when I was going to have some classes with a neighbor, a student of Fine Arts. I also remember how happy I was everytime I went to her apartment, because there was "My Art School". It was 37 or 38 years ago...

Muitos anos depois comecei a Escola Panamericana de Arte e adorava, embora na ocasiao tivessemos um professor muito, mas MUITO antiquado - ele queria que reproduzissemos anuncios da decada de 50, os mesmos tracos (hoje tao em alta...)! Houve uma certa revolta na classe, e eu mudei de horario. Mas por ter na epoca uma agenda muito lotada - fazia faculdade de Letras pela manha na USP (estudei 6 meses de russo, hehe), Publicidade na ESPM a noite, aula de teclado, a Panamericana... e todas estas atividades exigiam tempo de estudo, dedicacao, havia trabalhos para serem feitos em casa, e eu ainda queria comecar a trabalhar... Acabei abandonando a Panamericana e a USP :(, pois nao dava mais para varar noites fazendo trabalhos.

Many years after that I went to an Art School and loved it, even having a weird teacher who wanted to teach us how to draw only 50's figures (nowadays so trendy...). The class got mad at him, and I remember changing my schedule. But my whole schedule with college and so was very busy: 2 colleges at the same time - Language Arts (Russian) every morning and Social Communications - Advertisement every night; Art School and also Music (electric keyboard), all of them taking too much time to be done properly, lots of study necessary, projects to be done, and also I wanted a job... I ended giving up the Art School and the Language Arts college :(

Enfim, voltando aos desenhos: mesmo sem ter aulas formais, continuei desenhando. Copiava desenhos que gostava e aos poucos desenvolvia o meu estilo. E nao deixava de desenhar, onde quer que fosse - em envelopes, guardanapos, paginas de caderno, capas de livros da escola, contracapa de cheques, vidro do carro embacado, vidro do box do banheiro embacado...
Acho mesmo que minha paixao por papel eh por ele ser sempre meu "companheiro perfeito".

Well, back to drawings: even without formal classes, I kept drawing. I used to copy something that I liked and slowly put my style on it. And never gave up drawing, no matter the surface: envelopes, napkins, notebooks corners, textbook covers, checkbooks, steamed car windows, steamed shower doors... Maybe that's why I love paper so much, it is my best pal ;)

Ha pouco tempo, muito pouco tempo, comecei a guardar alguns destes desenhos. mas como sempre, era um canto do envelope ou o pedaco do guardanapo que ia para uma pasta com mais outra serie de papeis. Dai tive a ideia de guardar os desenhos, mesmo estes feitos que sem querer, num unico caderno.
A few months ago I started collecting my sketches (I threw many of them out... :( ) inside a binder. Then, I had an idea about collecting them, even those on weird pieces of paper, on a notebook.

Agora sei que meus desenhinhos, por menos nobre que seja a superficie que sejam feitos, nao ficarao mais perdidos ou jogados. O engracado eh que eu ja tentei usar o proprio caderno como superficie para desenhar, mas parece que nao eh a mesma coisa :D. Ate porque nem todo desenho sai como eu quero de primeira, ha muitos erros (e eu geralmente nao uso borracha).

Now I know my little doodles, as least adequate the paper they are on, will never get lost or thrown out. It's funny that I already tried drawing ON the notebook pages, but it doesn't feel the same :). Not all of them are good enough on the first time, there is lots of mistakes (and I don't erase them).

Enfim, ter este caderno fez que eu olhasse para meus desenhos de uma outra forma... me fez perceber como meu traco eh basicamente infantil, como nao tenho estilo unico, como nao sei desenhar ainda maos direito :D e como gosto de tracos rapidos e mais simples - mesmo quando o desenho acaba ficando mais elaborado.

Anyway, having this sketche book make me look at my drawing in a different way... made me notice how I have a very childlike style; in fact that I don't have a style, and how I cannot draw hands in a very good way :D. Also, how I like fast and simple strokes, even when the final design is more detailed.

Segue uma pagina deste meu caderno, que eu ja mostrei para algumas pessoas mais proximas - e nao eh algo que eu ame fazer, nao me pergunte por que... vergonha? Mas eh algo que preciso superar!.
Diga, por favor, o que voce acha deles. Mas diga a verdade, eu aguento :D

This is a page of my notebook - the first - and I've showed it to some close friends. I don't like doing this, don;t ask me why - maybe I'm too shy? But I have to get over it! Please, tell me what you think of them. But tell me the true ;) I can handle it :D
Bjs e ate mais ;), obrigada por passar aqui!

XX - see you soon, thank you for stopping by!

Carla

Sonhando muito alto

Que pena, hoje perdi o chat da Cathy Zielske!! :o(

Até mandei uma pergunta antes, mas o arquivo do chat não estava disponível até agora há pouco, não sei se a moderação liberou ou não o que eu perguntei.

Eu queria saber se existe mercado no Brasil para designers - visto que muitos produtos são de designers americanas - e também, se existe mercado nos EUA para designers não-americanas.

Sim, estou sonhando alto. MUITO alto. Mas sonhar serve pra isso mesmo, né? Pra gente pensar em coisas que teoricamente são impossíveis.

Tenho consciência das minhas limitações criativas, mas às vezes tenho também consciência de que posso fazer melhor do que fazem. E olha que assumir isso - pra quem tem a auto-estima meio flutuante - é difícil: atrás de tanta tagarelice e tanta segurança que dizem que eu passo, tem uma pessoinha MUITO insegura... e muito tímida (ei, pára de rir que é verdade ! :D)

Mas... será que existe espaço para designers de produtos que não sejam americanas nos EUA?

E será que o Brasil está preparado para ter designers e pagar por eles?

Será que alguém aqui teria condições de viver desta forma - criando apenas para scrap?

Sempre digo que este é o meu sonho: ficar apenas criando, e ter outras pessoas executando... :D

Porque criar é uma coisa, colocar em produção é outra... você tem que correr atrás de fornecedor, tem que ter capital pra poder investir, tem que ficar em cima de prazos, ir atrás também de compradores, fazer um preço compatível com o mercado e que remunere todo o seu trabalho, abrir empresa, pagar impostos, negociar prazos de pagamento... e fazer isso pessoalmente, ao vivo, indo até onde Judas perdeu as meias - porque as botas ficaram muito antes.

Não é fácil. Muitas vezes uma ótima idéia morre em um destes passos durante a execução. E isso, pra quem cria, é um tiro no peito. É muito doloroso ver algo que você tem certeza de que faria sucesso não ir pra frente por falta de qualidade de fornecedor ou por causa de preço.

Nessas horas, eu queria ser milionária, pra poder apenas criar e produzir sem me preocupar em vender, em ganhar dinheiro. Apenas pelo prazer de criar e ver aquilo que eu julgo que seja belo sendo usado por todo mundo. Todo mundo mesmo.

Sei que este é um sonho muito mais alto ainda. Mas ele existe, aqui no fundinho da minha cabeça. Sonhar ainda é uma coisa que podemos fazer do jeito que queremos, e de graça.

E você, qual o seu sonho?

Sonhando muito alto

Que pena, hoje perdi o chat da Cathy Zielske!! :o(

Até mandei uma pergunta antes, mas o arquivo do chat não estava disponível até agora há pouco, não sei se a moderação liberou ou não o que eu perguntei.

Eu queria saber se existe mercado no Brasil para designers - visto que muitos produtos são de designers americanas - e também, se existe mercado nos EUA para designers não-americanas.

Sim, estou sonhando alto. MUITO alto. Mas sonhar serve pra isso mesmo, né? Pra gente pensar em coisas que teoricamente são impossíveis.

Tenho consciência das minhas limitações criativas, mas às vezes tenho também consciência de que posso fazer melhor do que fazem. E olha que assumir isso - pra quem tem a auto-estima meio flutuante - é difícil: atrás de tanta tagarelice e tanta segurança que dizem que eu passo, tem uma pessoinha MUITO insegura... e muito tímida (ei, pára de rir que é verdade ! :D)

Mas... será que existe espaço para designers de produtos que não sejam americanas nos EUA?

E será que o Brasil está preparado para ter designers e pagar por eles?

Será que alguém aqui teria condições de viver desta forma - criando apenas para scrap?

Sempre digo que este é o meu sonho: ficar apenas criando, e ter outras pessoas executando... :D

Porque criar é uma coisa, colocar em produção é outra... você tem que correr atrás de fornecedor, tem que ter capital pra poder investir, tem que ficar em cima de prazos, ir atrás também de compradores, fazer um preço compatível com o mercado e que remunere todo o seu trabalho, abrir empresa, pagar impostos, negociar prazos de pagamento... e fazer isso pessoalmente, ao vivo, indo até onde Judas perdeu as meias - porque as botas ficaram muito antes.

Não é fácil. Muitas vezes uma ótima idéia morre em um destes passos durante a execução. E isso, pra quem cria, é um tiro no peito. É muito doloroso ver algo que você tem certeza de que faria sucesso não ir pra frente por falta de qualidade de fornecedor ou por causa de preço.

Nessas horas, eu queria ser milionária, pra poder apenas criar e produzir sem me preocupar em vender, em ganhar dinheiro. Apenas pelo prazer de criar e ver aquilo que eu julgo que seja belo sendo usado por todo mundo. Todo mundo mesmo.

Sei que este é um sonho muito mais alto ainda. Mas ele existe, aqui no fundinho da minha cabeça. Sonhar ainda é uma coisa que podemos fazer do jeito que queremos, e de graça.

E você, qual o seu sonho?

Nossos comerciais, por favor!

O post de hoje é pra fazer propaganda MESMO :D. Embora eu seja publicitária, sou muito relutante em fazer auto-promoção. Sei lá, tenho vergonha... coisas de Carla.

É sobre o projeto de Páscoa na Pedaços: uma lata decorada e um cartão.

Tentei seguir nestes projetos as cores suaves e delicadas que tanto me atraem em projetos da Martha Stewart, de quem sou fã numero zero, e do site PotteryBarn Kids, mas com um pouco de "sujeira de chocolate" (carimbeiras!). A mistura de estampas em tons suaves deu uma carinha de "aconchego" ao projeto.

Papéis Oficina do Papel e Repeteco.

Pena que na foto que a Flávia tirou não aparece a tampa... ficou lindinha!!! Ela é feita de circulos, um dentro do outro, de papéis diversos, repetindo os padrões da lata. Para cortá-los usei o Circle Scissor da EK. Em menos de um minuto, 5 círculos PERFEITOS! Vou tentar tirar outra foto. Na aula as alunas poderão usar a ferramenta.

Usei, na lata, um coelho "designed by me" :oD em "chicboard" - chipboard com farmacêutica responsável!

Escrevi a palavra "feliz" a mão, num estilo mais rebuscado. Na aula, quem não tiver coragem poderá usar lindos carimbos da EK.

A palavra "Páscoa" foi feita com o foam stamp Philadelphia, da Making Memories.

Já o cartão, num formato quadrado (15x15) usa outro "chicboard", desta vez um arabesco, e uma Prima Flower - "a legítima" :D:D:D:D:D do meu "acervo". A Pedaços ainda possui algumas Primas a venda, mas as outras flores que elas possuem, nacionais, são bem delicadas e dão um ótimo resultado. Na aula usaremos Primas, como o projeto original..

Os papéis, todos sem exceção, foram lixados, desgastados, e manchados com carimbeira marrom. Uma simples lixa 400 muda tanto o jeito de um papel!!!! Adoro lixar!!!!!!

A alça da lata foi revestida com fita xadrez, e nela foram amarradas diversas fitas coordenadas com os papéis: de cetim, de organza, sianinhas, fitas xadrezes.

As aulas acontecerão em dois dias: dia 7 de abril das 14h às 17h, e dia 8 de abril, este sábado, das 9h às 12h. No valor de R$ 110,00 (que pode ser pago em duas vezes) está incluído todo o material.

Maiores informações na Pedaços: cursos@pedacos.com.br ou 11 3884.3012 – com Sueli.

Plin-plin!

Nossos comerciais, por favor!

O post de hoje é pra fazer propaganda MESMO :D. Embora eu seja publicitária, sou muito relutante em fazer auto-promoção. Sei lá, tenho vergonha... coisas de Carla.

É sobre o projeto de Páscoa na Pedaços: uma lata decorada e um cartão.

Tentei seguir nestes projetos as cores suaves e delicadas que tanto me atraem em projetos da Martha Stewart, de quem sou fã numero zero, e do site PotteryBarn Kids, mas com um pouco de "sujeira de chocolate" (carimbeiras!). A mistura de estampas em tons suaves deu uma carinha de "aconchego" ao projeto.

Papéis Oficina do Papel e Repeteco.

Pena que na foto que a Flávia tirou não aparece a tampa... ficou lindinha!!! Ela é feita de circulos, um dentro do outro, de papéis diversos, repetindo os padrões da lata. Para cortá-los usei o Circle Scissor da EK. Em menos de um minuto, 5 círculos PERFEITOS! Vou tentar tirar outra foto. Na aula as alunas poderão usar a ferramenta.

Usei, na lata, um coelho "designed by me" :oD em "chicboard" - chipboard com farmacêutica responsável!

Escrevi a palavra "feliz" a mão, num estilo mais rebuscado. Na aula, quem não tiver coragem poderá usar lindos carimbos da EK.

A palavra "Páscoa" foi feita com o foam stamp Philadelphia, da Making Memories.

Já o cartão, num formato quadrado (15x15) usa outro "chicboard", desta vez um arabesco, e uma Prima Flower - "a legítima" :D:D:D:D:D do meu "acervo". A Pedaços ainda possui algumas Primas a venda, mas as outras flores que elas possuem, nacionais, são bem delicadas e dão um ótimo resultado. Na aula usaremos Primas, como o projeto original..

Os papéis, todos sem exceção, foram lixados, desgastados, e manchados com carimbeira marrom. Uma simples lixa 400 muda tanto o jeito de um papel!!!! Adoro lixar!!!!!!

A alça da lata foi revestida com fita xadrez, e nela foram amarradas diversas fitas coordenadas com os papéis: de cetim, de organza, sianinhas, fitas xadrezes.

As aulas acontecerão em dois dias: dia 7 de abril das 14h às 17h, e dia 8 de abril, este sábado, das 9h às 12h. No valor de R$ 110,00 (que pode ser pago em duas vezes) está incluído todo o material.

Maiores informações na Pedaços: cursos@pedacos.com.br ou 11 3884.3012 – com Sueli.

Plin-plin!

Chicboard

Entre os produtos lançados por mim na feira, os monogramas, arabescos, label holders e kit Pascoa em "chipboard" foram os de maior sucesso. Foi superengraçado ver as meninas avançando na caixa que eu trouxe, antes mesmo de colocar os preços... loucura!!

Na foto, alguns testes iniciais.

Na verdade chamamos de chipboard, mas estes são cortados em hörlle - que eu chamava este tempo todo de hoeller (what a shame!!) - que na verdade mesmo chama-se papelão cinza. O Hörlle - nome do fabricante que virou sinônimo de produto (obrigada, Virginia!) - é um papelão de ph entre 6 a 7, o que é considerado neutro, segundo minha sister tecnológica e farmacêutica Renata Barreira.

A Renata não só deu seu aval técnico e especializado, como disponibilizou seu CRF para meus produtos... então... tenho a honra de apresnetar o CHICBOARD, o chipboard brasileiro, primeiro produto para scrap com farmacêutica responsável!!!!!! Não é muito chique???

Estr éia dos produtos "by Carla Cavellucci Landi"


(Sim, o nome é enorme, mas é assim, fazer o quê?)

O primeiro trabalho divulgado usando os chipboards "by me" (ainda não sei como vou me referir a eles) foi este lindo álbum de gravidez, de autoria da supersister Branca Niccolini.

Feito especialmente para este projeto - que, por sua vez, foi especialmente desenvolvido para as aulas no estande do Scrapbookbrasil durante a feira II BrazilScrapbookingShow- o número 9 foi pintado com carimbeira e decorado com fitas.

Este lindo miniálbum de gravidez fez enorme sucesso entre as alunas e entre os membros do ScrapbookBrasil que não puderam ir à feira... já estão pedindo por aulas online!

Como sugestão de apresentação, Branca decorou uma lata quadrada com a linha coordenada "Nine Months", trazida especialmente para as aulas na feira.

Branca, obrigada pelas fotos e pelo lindo projeto. É um orgulho associar meu nome ao seu, que tem trabalhos de tanta qualidade e bom-gosto!!!!!

Chicboard

Entre os produtos lançados por mim na feira, os monogramas, arabescos, label holders e kit Pascoa em "chipboard" foram os de maior sucesso. Foi superengraçado ver as meninas avançando na caixa que eu trouxe, antes mesmo de colocar os preços... loucura!!

Na foto, alguns testes iniciais.

Na verdade chamamos de chipboard, mas estes são cortados em hörlle - que eu chamava este tempo todo de hoeller (what a shame!!) - que na verdade mesmo chama-se papelão cinza. O Hörlle - nome do fabricante que virou sinônimo de produto (obrigada, Virginia!) - é um papelão de ph entre 6 a 7, o que é considerado neutro, segundo minha sister tecnológica e farmacêutica Renata Barreira.

A Renata não só deu seu aval técnico e especializado, como disponibilizou seu CRF para meus produtos... então... tenho a honra de apresnetar o CHICBOARD, o chipboard brasileiro, primeiro produto para scrap com farmacêutica responsável!!!!!! Não é muito chique???

Estr éia dos produtos "by Carla Cavellucci Landi"


(Sim, o nome é enorme, mas é assim, fazer o quê?)

O primeiro trabalho divulgado usando os chipboards "by me" (ainda não sei como vou me referir a eles) foi este lindo álbum de gravidez, de autoria da supersister Branca Niccolini.

Feito especialmente para este projeto - que, por sua vez, foi especialmente desenvolvido para as aulas no estande do Scrapbookbrasil durante a feira II BrazilScrapbookingShow- o número 9 foi pintado com carimbeira e decorado com fitas.

Este lindo miniálbum de gravidez fez enorme sucesso entre as alunas e entre os membros do ScrapbookBrasil que não puderam ir à feira... já estão pedindo por aulas online!

Como sugestão de apresentação, Branca decorou uma lata quadrada com a linha coordenada "Nine Months", trazida especialmente para as aulas na feira.

Branca, obrigada pelas fotos e pelo lindo projeto. É um orgulho associar meu nome ao seu, que tem trabalhos de tanta qualidade e bom-gosto!!!!!

E l á vai mais um mês...

...nesse ritmo estou bem, não?

Mas estive envolvida em vários projetos, alguns vou detalhar alguma outra hora...

  • estou finalizando o album do Felipe, filho da Mônica... o álbum ficou enorme, já viraram dois volumes, faltam apenas alguns textos e a capa falta dar um toque final...
  • o ScrapbookBrasil participou com sucesso do II BrazilScrapbookingShow a semana passada. Corremos atrás de camisetas, estandes, decoração, preparação de cursos, ufa! E valeu SUPER a pena. Este supermega móvel que fez um BAITA sucesso foi vendido lá mesmo e já há outros em produção!! Ele foi feito pela Marcenaria Ponto 1 - 11 9763 8665 - dos meus amigos Toninho e Cao, sob minha consultoria/assessoria - foi só uma força, mesmo, não tenho participação alguma nas vendas, ok?? A pessoa que comprou disse que agora até vai poder usar os carimbos que tem, pois estarão todos a mão... não é o máximo???????? Os cubos também estão a venda, e já tenho dois reservados pra mim... quem quiser é só ligar que ele envia para qualquer lugar do país!
  • na feira lancei uma linha de chipboard e acrilicos - na verdade, relancei os acrílicos, que no momento só estavam à venda na Scrapstuff, da minha amiga Esther. Acho que fez sucesso, pois as meninas atacaram a caixa assim que chegou!
  • resolvi que vou lançar essa linha com a minha assinatura... mas como vou assinar?? "by Carla Cavellucci Landi"? Carla Landi existem várias, e eu sou na verdade Cavellucci, mas o Cavellucci Landi tem uma boa sonoridade... designed by Carla Cavellucci Landi? Xi, essa coisa de assinar peças não é tão fácil, é mais fácil criar!!
  • Morro de vontade de criar mais um monte de coisas pra scrap: carimbos, rub ons, transparências, papéis, mais modelos de chipboard... o duro é que criando tantos produtos me restam poucos momentos para criar páginas e projetos pessoais!!

E l á vai mais um mês...

...nesse ritmo estou bem, não?

Mas estive envolvida em vários projetos, alguns vou detalhar alguma outra hora...

  • estou finalizando o album do Felipe, filho da Mônica... o álbum ficou enorme, já viraram dois volumes, faltam apenas alguns textos e a capa falta dar um toque final...
  • o ScrapbookBrasil participou com sucesso do II BrazilScrapbookingShow a semana passada. Corremos atrás de camisetas, estandes, decoração, preparação de cursos, ufa! E valeu SUPER a pena. Este supermega móvel que fez um BAITA sucesso foi vendido lá mesmo e já há outros em produção!! Ele foi feito pela Marcenaria Ponto 1 - 11 9763 8665 - dos meus amigos Toninho e Cao, sob minha consultoria/assessoria - foi só uma força, mesmo, não tenho participação alguma nas vendas, ok?? A pessoa que comprou disse que agora até vai poder usar os carimbos que tem, pois estarão todos a mão... não é o máximo???????? Os cubos também estão a venda, e já tenho dois reservados pra mim... quem quiser é só ligar que ele envia para qualquer lugar do país!
  • na feira lancei uma linha de chipboard e acrilicos - na verdade, relancei os acrílicos, que no momento só estavam à venda na Scrapstuff, da minha amiga Esther. Acho que fez sucesso, pois as meninas atacaram a caixa assim que chegou!
  • resolvi que vou lançar essa linha com a minha assinatura... mas como vou assinar?? "by Carla Cavellucci Landi"? Carla Landi existem várias, e eu sou na verdade Cavellucci, mas o Cavellucci Landi tem uma boa sonoridade... designed by Carla Cavellucci Landi? Xi, essa coisa de assinar peças não é tão fácil, é mais fácil criar!!
  • Morro de vontade de criar mais um monte de coisas pra scrap: carimbos, rub ons, transparências, papéis, mais modelos de chipboard... o duro é que criando tantos produtos me restam poucos momentos para criar páginas e projetos pessoais!!