Splash landing

Ja tentei comecar a escrever ao menos este post varias vezes, mas toda a novela tecnologica me impediu: conexao que nao entrava, etc etc.
Semana passada foi uma semana das mais frias que ja presenciei aqui, nestes 18 meses (completados hoje) de EUA. Por conta do frio e de varios planos, fiquei em casa boa parte do tempo.
Pouco antes de sair para pegar o Gabriel, ouvi um barulho muito estranho... parecia uma turbina revertida de aviao. Pensei "nao, nao pode ser um aviao"... Sempre vejo avioes por aqui, ja que os aeroportos de La Guardia e Newark ficam relativamente "perto". Mas so vejo, poucas vezes ouco. O barulho foi bem forte, como se o aviao estivesse em cima do condominio, mas nao sei porque nao tive a menor curiosidade de saber o que era.
Mais tarde, ja no parque da escola, enquanto os meninos brincavam com os sleds que ganharam de Natal, um dos coleguinhas veio falar "vcs viram o aviao que caiu no rio??" Na hora caiu a ficha do barulho que eu tinha ouvido...
Viemos pra casa pois o frio estava demais (coisa de -5oC) e logo ja corri pra Internet pra sabem o que tinha acontecido. Nao deu nem 5 minutos e minha mae ligou, preocupada. A noticia ja tinha chegado por la.
Liguei a TV, e pelo que pude perceber, o aviao tinha caido aqui bem perto. Ainda nao sabiam se todos estavam bem, qtos eram os passageiros, mas logo tudo foi se esclarecendo.
O "splash landing", como foi chamado, aconteceu a umas 4 milhas daqui (uns 6kms).
Felizmente as ferries de NJ a NY conseguiram chegar rapidinho pra ajudar, ja que o aviao caiu bem na rota delas. Todos os passageiros sairam vivos, com algumas dificuldades somente causadas pelo frio - nem gosto de imaginar a temperatura que deveria estar dentro do rio, se na rua minhas maos - com LUVA - ja ficavam rapidamente amortecidas.
(video obtido na CNN - o barco enorme que abarece parado atras da ferry a caminho do Airbus eh o porta avioes Intrepid, que foi transformado em museu - o aviao que esta sobre ele eh um Concorde, somente para exibicao)
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=fwIe-e7Apkc]
O que poderia ter virado uma tragedia transformou-se numa historia incrivel.
Por conta do trabalho de resgate, a NY Waterway, companhia particular que opera as ferries, nao ofereceu servicos naquela tarde - achei fantastica esta atitude. Todos se empenharam em retirar as pessoas da agua o mais rapido possivel. Foi bem legal ver as carinhas dos marinheiros que vemos sempre - gente simples, muito deles ja de mais idade e cabelinhos brancos - na TV contando como tudo aconteceu.
Agora, pra mim, o mais legal foi saber a idade do piloto - quase 60 anos.
No Brasil, acima dos 40 voce ja eh "velho e ultrapassado" em varias carreiras. E se tem uma coisa que nenhuma faculdade te da, nenhum dinheiro do mundo compra, tecnologia nenhuma substitui e nenhum amigo influente consegue pra voce eh a EXPERIENCIA.
Isso, so vivendo a gente ganha. Qto mais se vive, mais se tem. E, com certeza, foi a experiencia do piloto que fez com que houvesse somente uma historia incrivel a ser contada quinta-feira passada.
Recebi alguns emails de amigas perguntando se eu tinha visto algo, se tinha sido aqui perto, etc.
Por conta da interrupcao dos servicos de ferries, a NY WaterWay ofereceu uma linha de onibus gratuita de NY ate os portos correspondentes em NJ. O Jan veio com um destes onibus ate Port Imperial e fui la busca-lo. Havia muitas vans de emissoras e um pouco de confusao de pessoas. Nao vi o aviao, ele ja havia sido levado para Battery Park, mais ao sul em NY.
No dia seguinte cedo, as emissoras continuavam por la, mas o servico ja havia sido restabelecido.
Fico feliz que tudo tenha terminado tao bem, e nunca vou esquecer que uma historia tao incrivel tenha acontecido tao pertinho de mim (embora eu nem tenha ido olhar pela janela!!!)

Bjs e ate mais!